31 de maio de 2007

L’Hotel París - Vicent Andrés Estellès

Um poema do valenciano Vicent Andrés Estellès (1924-1993), do livro L’Hotel París, 1973

XV

Pode alguém ter morrido no leito em que me deito,
talvez estes lençóis já tenham envolvido,
por um momento, um morto, um pobre morto incógnito,
enquanto decidia o juiz sobre seu corpo;
talvez tenha morrido alguém que vinha ver
um assunto, umas coisas: morreu alguém, sem dúvida,
no leito em que me deito, uma noite qualquer,
longe de sua casa, de seu povo, dos seus,
do curral e gerânios, da esposa, de seus pais.
Algum adolescente dedicou a Onan,
de joelhos sobre a cama, seu cântico febril.
Alguém não se deitou, andando pelo quarto
preocupado, fumando, desperto a noite toda.
Pode, uma noite, ter parido uma mulher,
chorado uma criança, gemido alguma virgem,
ter-se perpetrado isso que chamam adultério.
Pode ter, nesta cama, morrido uma criança.

Trad. Fábio Aristimunho


O original:

XV

Potser ha mort algú en el llit on em gite,
potser aquests llençols varen embolcallar,
de moment, algun mort, un pobre mort incògnit,
mentre se n’feia càrrec el Jutjat del seu cos;
potser ha mort algú que venia a resoldre
un assumpte, unes coses: algú ha mort, sense dubte,
en el llit on em gite, una nit qualsevulla,
lluny de la seua casa, del seu poble, dels seus,
del corral i els geranis, de l’esposa, dels pares.
Algun adolescent ha dedicat a Onan,
de genolls en el llit, el seu càntic febril.
Algú no s’ha gitat, passetjant per l’estança
preocupat, fumant, despert tota la nit.
Potser, alguna nit, ha parit una dona,
ha plorat un infant, ha cridat una verge,
s’ha perpetrat allò que en diuen adulteri.
Potser, en aquest llit, va morir un infant.

Vicent Andrés Estellès


4 comentários:

Anônimo disse...

Fabio, meu caro, inseri um "link" para seu blog no meu correlato:

http://a6maos.zip.net/

Abraço,
Taufick

Anônimo disse...

A propósito, como sem gmail não se consegue postar mensagem para o blog da Academia de Letras, deixo a mensagem abaixo a seus cuidados:

"Caros, fico feliz em ver o projeto que fizerem para o site de nossa Academia de Letras.

Aproveito para convidá-los a visitar o blog deste colega de academia, no endereço abaixo:

http://a6maos.zip.net/

Espero que não se importem, mas coloquei "links" para as páginas de alguns membros que conheci em nossas reuniões semanais.

R.D. Oliveira Lima Taufick"

Hanna disse...

Oi, vi você no blog dos Bastidores e como gosto de poesias, vim conhecer seu blog.
Gostei, mas preciso ler novamente.
Beijos

Carol Marossi disse...

Fábio, lindíssimo poema! A tradução ficou ótima, continue.

Beijos,
Maroca